Números

O número “um” de natureza solar indica o “ponto não-manifestado”. Dele derivam todos os outros números, e, quanto mais nos afastamos do número “um”, mais mergulhamos na matéria densa, no mundo químico e fenomenal; mais nos afastamos do Espírito ou Energia Primordial representada pelo número “um”. Em numerologia astrológica, o número “um” é o princípio de tudo e está relacionado com a Luz e com o Sol; o número “dois”, projeção do número “dois” e de ordem lunar, indica conflito resultante do reflexo do número “um” no plano da forma; da fusão do número “um” com o seu reflexo ou contrapartida que é o número “dois”, surge a manifestação representada pelo número “três”, de natureza jupteriana (reflexo antípoda Mercúrio). Até aqui a Trindade em seu aspecto divino. O número 4 é o símbolo do quaternário ou da Terra, representado pelo cubo, pelo quadrado ou pela cruz. É a matéria e a forma; o número 5 é o símbolo do homem, o pentagrama geométrico representando o homem em pé, de braços e pernas abertos, formando o pentagrama, símbolo do homem perfeito; o número “seis”, símbolo do equilíbrio representado pela união dos contrários, ou seja, dos dois triângulos, de fogo, vértice apontando para cima, e o de água, vértice para baixo; o número 7 representa a união do triângulo que é a Trindade com o quadrado que representa a matéria; o número 8 é o símbolo do infinito (oito deitado), está relacionado com as serpentes entrelaçadas do Caduceu de Mercúrio, símbolo da Ressurreição e da Eternidade; o número 9 é o retorno à unidade, representado pela união dos três triângulos.

Quem sonha com isso pode arriscar a sorte no bicho: avestruz




Artigos Relacionados